Memórias do Vietnam e Camboja

(If you want to read this document in other language, please click in translate in the upper right and chose the language you prefer. You will have an automatic Google translation.)

Se já visitou o Vietnam e o Camboja, com as imagens que lhe disponibilizamos vai certamente ter saudades da sua visita, mas se ainda não visitou vai já ter saudades do futuro de quando os visitar…



Concerto das comemorações dos 500 anos de amizade e interculturalidade de Portugal - Vietname
http://areis-viet500.blogspot.pt/

Viagem virtual aoVietnam e Camboja

Vídeos disponíveis


As caras do Vietnam

São algo de fascinante e fabuloso. Aqui vão algumas com que nos cruzámos.




Viet Mercados
Os mercados Vietnamitas, exibem contrastes e imagens inesquecíveis. Aqui partilhamos alguns dos aspetos mais interessantes com que nos confrontámos.




Viet Postais ilustrados
Os postais ilustrados retratam aspetos comuns do dia-a-dia no Vietnam, o que para os olhos de um ocidental não deixa de ser surpreendente, fascinante e quase irreal. Aqui vai um apontamento.



Delta do Mekong
O Delta do Mekong (Vietnam) é um local inesquecível. Para quê tentar descrever com palavras se cada imagem vale por mil…



Templo de Cao Dai
Caodaism é uma religião monotaista implementada no sul do Vietnam, na cidade de Tay Ninh durante o período colonial Francês. É um misto de várias religiões e tornou-se oficial em 1926. Para dar uma maior valia à França foi indicado como um dos santos o filósofo francês Victor Hugo.
http://en.wikipedia.org/wiki/Cao_%C4%90%C3%A0i




My Son
Integra um conjunto de templos no centro do Vietnam, a cerca de 70 km a sudoeste de Da Nang, edificados desde o século 4º ao 14º pelos Reis da Champa, alguns em estado bastante degradado principalmente pela guerra. O local é enriquecido com um espetáculo de cantos e danças tradicionais.




Hoi An
Hoi An resorte, Está localizado no centro do Vietnam a Sul de Da Nang. Integra um conjunto de preciosidades em termos de locais históricos, templos e muitos outros elementos de alta beleza e de interesse turístico.




Rio dos Perfumes
O rio Perfumes ou dos perfumes, assim denominado pelo odor que emerge das flores e vegetação envolvente está “cheio de dragões”.
Dragões que engolem todos os turistas que dele se aproximam, para mais tarde os regurgitar em locais maravilhosos, ao longo das suas margens, como o pagode Thien Mu e outros, onde a memória que nos fica é algo entre o fantasmagórico e o real.



Tuk Tuk Tour
Fez-se Luz na confusão do trânsito, também nós, a São e a Susana também presentes, com o Braulio à “Koka”. Posso garantir que os outros também lá estiveram, mas não temos provas fotográficas, mas sempre de baixo do olhar do RonaldoJ




Marionetes aquáticas
Aqui vai 1 minuto de marionetes aquáticas para relembrar e não cansar a quem viu. Para quem não viu aqui fica o testemunho.
(peço desculpa pela falta de qualidade da captura, mas com as condições em que foi feita é o que foi possível).




Baia de Halong
A baía de Halong é um local paradisíaco, difícil de imaginar em abstrato, mesmo perante uma descrição mais detalhada.
O Governo Vietnamita, justificou a sua candidatura a património da Humanidade com base no mito de que tinham sido dragões que recolheram pedras enormes e as espalharam pela baía polvilhando a de milhares de ilhas maravilhosas.
As Nações Unidas, não acreditaram e nomearam um grupo de geólogos para investigar a sua origem.
Até agora ainda não conseguiram provar que a origem das ilhas seja ou não seja da responsabilidade dos dragões… J
Mas que é um local maravilhoso a não perder é!




O que os olhos e os ouvidos comem
O que os nossos olhos e ouvidos comem nos restaurantes da Cochinchina  é tão bom ou melhor do que própria comida.





A canção de Vuong van Thang
O empregado que nos serviu à mesa num dos jantares em Hanói, brindou-nos com uma linda canção no fim da refeição.
Obrigado Vuong… J








Monumentos da História










Camboja
Angkor
Angkor  é uma região do Sul do Camboja que serviu como sede do Império Khmer, que floresceu aproximadamente entre o século IX e o século XIII. A palavra "Angkor" é derivado do Sânscrito nagara, que significa "cidade".[1] O período Angkoriano começou em 802 d.C., quando o monarca Khmer Hindu Jayavarman II declarou-se como um "monarca universal" e um "deus-rei", até 1431, quando invasores Ayutthayan (Tailandês) saquearam a capital Khmer, fazendo a sua população migrar para a zona sul de Phnom Penh.
As ruínas de Angkor estão localizadas em meio a florestas e as terras ao norte do Lago Grande (Tonle Sap) e ao sul dos montes Kulen, próximo à moderna Siem Reap (13°24'N, 103°51'), e são consideradas como um Patrimônio Mundial da UNESCO. Na área de Angkor foram encontradas mais de mil ruínas de templos, variando em escala de pilhas de escombros até o imponente templo Angkor Wat, considerado o maior monumento religioso do mundo. Muitos dos templos de Angkor foram restaurados e, juntos, compõem o sítio mais significativo da arquitetura Khmer.

Angkor Wat faz parte do complexo de templos construídos na zona de Angkor, a antiga capital do Império khmer durante a sua época de esplendor, entre os séculos IX e XV.
Angkor Wat está situado 5,5 km a norte da atual Siem Reap, na província homônima do Camboja. Foi construído pelo rei Suryavarman II, no começo do século XII, como o seu templo central e capital do Estado. É o maior e mais bem preservado templo dos que integram o assentamento de Angkor. É também o único que restou com importante significado religioso - inicialmente hindu, e depois Budista - desde a sua fundação. O templo é o ponto máximo do estilo clássico da arquitetura Khmer. É considerado como a maior estrutura religiosa alguma vez construída,[1] e um dos tesouros arqueológicos mais importantes do mundo.
Templo de Ta Prohm faz parte do complexo de templos construídos na zona de Angkor, a antiga capital do Império khmer durante a sua época de esplendor, entre os séculos IX e XV, está localizado aproximadamente um quilômetro a leste de Angkor Thom[1] e no extremo sul da East Baray, foi fundado como um mosteiro Budista Mahayana e universidade pelo rei Khmer Jayavarman VII, que reinou de 1181 a 1220.



Angkor Thom
Foi a capital khmer, construída por Jayavarman VII entre os séculos XIII e XIV.
Templo de Banteay Sampre
Templo Banteay Srei é um templo cambojano da zona de Angkor do século X, também conhecido por “Cidade das Mulheres” dedicado ao Deus Shiva

.
Templo Pre Rup
É um templo construído pelo imperador Rajendravarman no século X no estado de Angkor, no topo de uma colina donde se vislumbra uma vista panorâmica sobre a zona deAngkor e um magnifico por de sol.


A cidade flutuante de Siem Reap
Chong Kneas
Quando ocorre o degelo dos Himalaias, além de monção de chuvas, aumenta a quantidade de água no rio Mekong e deixa de levar toda a água para o mar do Sul da China e leva a, em direção ao lago Tonle Sap, enchendo-o. Na província de Siem Reap
Faz com que a superfície do lago varie entre 2 700 a 16 000 km² e onde vivem cerca de 1 milhão de pessoas.
Na primavera, o rio corre de volta para o Mekong em Phnom Penh. Isso torna a vegetação local muito bem adaptada para a produção de arroz. [
Os rios têm sérios problemas por parte da poluição causada por resíduos de lixo, como plásticos, e principalmente, com os pesticidas usados ​​em plantações de arroz ao redor deste, além do combustível em barcos antigos ainda em uso.
Ao longo das margens do lago Tonle Sap, há sessenta assentamentos com casas sobre palafitas e alguns flutuantes, com a existência de aldeias, templos, mesquitas, lojas e restaurantes albergando cerca de um milhão de habitantes. (Fonte Wikipedia).
fonte: http://www.queroviajarmais.com/viagem-camboja-cidade-flutuante-siem-reap/